segunda-feira, 2 de março de 2015

Planilha de Controle de Estoque

Para que está começando um negócio e precisa fazer um controle simples de estoque, essa planilha pode ajudar muito.  Essa planilha é divida em 3 partes, conforme explicação no vídeo abaixo.

1º Parte – Tela  de cadastro de estoque.

- Código do produto.
- Descrição do produto.
- Unidade: litro, quilo, unidade e etc.
- Nome do fornecedor.
- Mínimo: quantidade mínima de produtos no seu estoque.
- Estoque atual: Esse campo pode ficar amarelo se a quantidade do estoque atual tiver igual ao Mínimo (campo anterior), vermelho se tiver abaixo do Mínimo ou em branco se tiver acima.
- Média de Entrada. O valor médio dos produtos adquiridos. Esse campo é calculado automaticamente de acordo com os valores informados na aba Entrada de produtos.
- Média de Saída. O valor médio dos produtos vendidos. Esse campo é calculado automaticamente de acordo com os valores informados na aba Saída de produtos.
Os últimos dois campos podem te ajudar a saber se você esta tendo lucro ou prejuízo com determinado produto.

2º – Entrada de Produtos

Aba da planilha onde você informa a Entrada de produtos no seu estoque. Possui os campos código do produto (cadastrado  na aba de Controle de Estoque), data do movimento, quantidade e o valor. Os campos restantes são preenchidos automaticamente.



3º – Saída de Produtos

Aba da planilha onde você informa a Saída de produtos no seu estoque. Possui os campos código do produto (cadastrado  na aba de Controle de Estoque), data do movimento, quantidade e o valor. Os campos restantes são preenchidos automaticamente.

Veja abaixo o vídeo ensinado como usar a planilha de controle de estoque:


Baixar Planilha de Controle de Estoque

Caso você necessite de um controle mais elaborado que possua controle financeiro com baixa automática do estoque após a venda, sugerimos que utilize um programa de controle financeiro empresarial.


Fonte:  netplanilhas.com.br





terça-feira, 27 de maio de 2014

Como fazer o controle financeiro da sua empresa

Em muitas empresas de pequeno porte, o proprietário coloca a organização em segundo plano, dando prioridade às operações diárias de produzir e vender. É comum encontrar pequenos empresários que não conhecem os valores exatos a receber no dia. Para obter essa informação com precisão, perde-se muito tempo buscando informações anotadas em diversos lugares.

Em outros casos, o empresário não tem controle de caixa que permita apurar se todos os recebimentos e pagamentos estão corretos e se o saldo em caixa confere com as entradas e saídas de recursos.

Se o empreendedor não anota e não conhece corretamente as despesas, é impossível projetar valores a gastar, planejar reduções e controlar para que as despesas não saiam dos limites estipulados.

Em resumo, não é possível uma empresa sobreviver sem que haja uma boa organização das informações necessárias à gestão financeira do negócio.

Os principais instrumentos de análise e planejamento financeiro das empresas são:

* Fluxo de caixa: indica os recebimentos e os pagamentos a serem realizados e apura o saldo disponível de caixa na data efetiva de recebimento ou pagamento;
* Demonstrativo de resultados: indica o volume de vendas, o custo das mercadorias vendidas, as despesas variáveis, as despesas fixas, e apura o lucro líquido por meio do regime de competência no momento em que esses eventos ocorrem, independentemente de seu recebimento ou pagamento;
* Balanço patrimonial: indica os valores do ativo, do passivo e apura o valor do patrimônio líquido da empresa.

Recomendações

* Seja rigoroso na atualização dos dados financeiros. Evite fazer as coisas pela metade. Cobre do funcionário eventuais erros e discordâncias dos valores encontrados;
* Diariamente, escolha um dos controles (por exemplo, contas a pagar) e confira se todos os lançamentos estão de acordo com os documentos (por exemplo, notas fiscais) que os geraram;
* Estime um valor mensal de lucro, em reais, considerado bom para a remuneração do capital;
* É importante observar que o planejamento pode ser feito com metas para outros prazos – como para o trimestre ou semestre – e que, para que o planejamento financeiro funcione, é preciso estabelecer metas realistas, que possam ser alcançadas;
* Caso tenha computador, elabore planilhas de Controle de Caixa, de Controle de Conta Corrente, de Contas a Receber e de Contas a Pagar de forma organizada.

Fonte: Sebrae Nacional




segunda-feira, 23 de julho de 2012

Sistema de Controle de Estoque para pequena empresa

Com o sistema de controle financeiro empresarial GFIL, além de você controlar vendas, orçamentos, contas a pagar, contas a receber e etc., você também pode fazer o controle de estoque da sua empresa de uma forma muito simples e rápida.

Como funciona o controle de estoque no GFIL?

Depois de cadastrar os produtos e informar as quantidades, através das opções de "Compras" ou "Ajuste de Estoque",  toda venda que for realizada pela programa  baixa automaticamente os produtos do estoque.

Para saber mais informações acesse www.2minformatica.com . 







segunda-feira, 18 de junho de 2012

O melhor e mais barato programa de controle financeiro empresarial

GFIL é melhor e mais barato sistema de controle financeiro empresarial, com controle de estoque e nota fiscal eletrônica.  Ideal para micros e pequenas empresas.

GFIL é um sistema de gerenciamento financeiro empresarial completo, ideal para micros e pequenas empresas. Pode ser usado em rede é multiusuário ( é possível cadastrar vários usuários para utilizar o programa, restringindo ou negando o acesso em alguns módulos ).

Você pode fazer controle de estoque  emissão de nota fiscal eletrônica ( módulo vendido separadamente ), orçamentos, vendas, ordem de serviços, controle de contas a pagar, contas a receber, controle de caixa, cadastro de clientes, cadastro de produtos, cadastro de fornecedores, emitir diversos relatórios de gerenciamento, e muito mais. 



Por apenas R$224,00 por ano e mensalidades a partir de R$35,00!

Para mais informações acesse www.2minformatica.com 




*Preços sujeitos a alteração sem aviso prévio.